Cultura e esporte

Parque de Histórias em Belo Oriente

Educação patrimonial e formação do imaginário com a artista Flora Manga

Fortalecer as relações de cidadania e despertar o imaginário cultural do povo de Belo Oriente com histórias universais e populares. Assim, o Projeto Parque de Histórias, patrocinado pela Cenibra, quer despertar a atenção das pessoas para o uso e preservação do patrimônio público. Criado pela artista e contadora de histórias Raquel Vieira - a Flora Manga - e financiado com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, o projeto busca despertar nas pessoas o reconhecimento dos espaços públicos como locais de pertencimento e formação dos laços socioculturais.

Com essa função de educação patrimonial, algumas das sessões de contação de histórias ocorrerão no Parque Multifuncional construído e mantido pela Cenibra em Cachoeira Escura, em parceria com a Prefeitura. O local é um complexo de lazer e de cultura aberto para o público. O projeto irá chamar a atenção para esse maravilhoso espaço e atrair as pessoas para usá-lo de forma mais sistemática e frequente.

Além de contação de histórias em espaços públicos e territórios educativos, o projeto conta ainda com oficinas de contação de histórias e educação patrimonial para educadores e a publicação de um livro infantil com distribuição gratuita entre as escolas da cidade e região. Nesse primeiro momento estão disponíveis para o público a contação de três histórias. A Odisseia é um clássico da literatura universal, escrito pelo grego Homero, que narra as fantásticas aventuras de Odisseus - ou Ulisses - retornando para casa após a guerra de Tróia.

Issum Boshi, também conhecido como o pequeno polegar japonês, é a história de um menino que nasce do tamanho de um dedo polegar e tem o sonho de tornar-se um grande herói. Pedro Malasartes e o rapto da Princesa Isabel faz uma releitura de um dos mais famosos personagens folclóricos do Brasil, usando toda sua esperteza para resolver problemas aparentemente insolúveis a época do Brasil Império, aqui transformado num reino de Contos de Fadas.

Flora Manga é o nome artístico da contadora de histórias Raquel Vieira, licenciada em Educação Física pela UFMG, com ênfase em educação infantil, contorcionista, capoeirista e atriz. Ela utiliza a técnica da história aberta, com objetos do cotidiano que ganham novos significados no decorrer da narrativa, estimulando a imaginação e garantindo uma interação constante com o público. Desde 2012 idealiza e executa projetos de educação patrimonial por meio da contação de histórias em espaços públicos na região do Vale do Aço.

Os espetáculos e oficinas são gratuitos e precisam de agendamento e inscrições prévias. Inscrições, agendamentos de escolas, instituições ou entidades podem ser feitos pelo site http://www.parquedehistorias.com.br/ e pelo telefone/whatsapp (31) 98711-0706.

AGENDA


Espetáculos 18/11, 9h e 13h, Escola José Lagares de Lima - "Pedro Malasartes e o rapto da Princesa Isabel"
24/11, 9h e 13h, Creche Tia Celeste - "Issum Boshi, o pequeno polegar japonês"
25/11, 9h e 13h, Escola Criativa e José Firmo de Arruda - "Issum Boshi, o pequeno polegar japonês"
29/11, 9h e 13h, Escola Estadual Tancredo Neves - "A Odisseia de Homero"
1/12, 9h e 13h, Escola Municipal Lua de Cristal - "Issum Boshi, o pequeno polegar japonês"
3/12, Salão Paroquial de Cachoeira Escura - "Um conto de Natal, de Charles Dickens"
7/12, 9h e 13h, Escola Hilda de Morais - Anexo - "Pedro Malasartes e o rapto da Princesa Isabel"
9/12, 16h, Parque Multifuncional de Cachoeira Escura - "Um conto de Natal, de Charles Dickens"
13/12, 13h, Escola M. Espirradeira - "Issum Boshi, o pequeno polegar"


Workshops

19/11, 8h e 13h, Escola José Lagares de Lima, Módulo I
26/11, 8h, Escola Hilda de Moraes - anexo, Módulo I